Partilhar

Cachorro pode detectar o coronavírus?

 
Por Aerton Guimarães. 14 outubro 2020
Cachorro pode detectar o coronavírus?

Ver fichas de  Cachorros

O olfato dos cachorros é impressionante. Muito mais desenvolvido do que o dos seres humanos, é por isso que os peludos podem seguir rastros, localizar pessoas desaparecidas ou detectar a presença de vários tipos de drogas. Além disso, eles são capazes até de identificar diferentes doenças que afetam os seres humanos.

Dada a atual pandemia do novo coronavírus, os cachorros poderiam nos ajudar a diagnosticar a Covid-19? Neste artigo do PeritoAnimal, vamos explicar um pouco sobre as habilidades caninas, em que pé estão os estudos sobre este tema e, finalmente, descobrir se um cachorro pode detectar o coronavírus.

Também lhe pode interessar: Os cães conseguem detectar o câncer?

O olfato dos cachorros

A sensibilidade olfativa dos cachorros é muito superior à dos humanos, como tem sido demonstrado em vários estudos que mostram resultados surpreendentes sobre esta grande capacidade canina. Este é o seu sentido mais apurado. Uma experiência muito marcante sobre isso foi uma realizada para saber se um cachorro seria capaz de distinguir gêmeos uni ou bivitelinos. Os univitelinos foram os únicos que os cães não conseguiram distinguir como pessoas diferentes, pois possuíam o mesmo cheiro.

Graças a esta incrível habilidade, eles podem nos ajudar em tarefas muito diferentes, tais como rastrear presas de caça, detectar drogas, apontar a existência de bombas ou resgatar vítimas em desastres. Embora talvez seja uma atividade mais desconhecida, cachorros treinados para este fim podem detectar no estágio inicial de certas doenças e até mesmo algumas delas em estado avançado.

Embora existam raças especialmente adequadas para isso, como os cães de caça, o desenvolvimento acentuado deste sentido é uma característica compartilhada por todos os cachorros. Isso se deve ao fato de seu nariz possuir mais de 200 milhões de células receptoras de cheiros. Os seres humanos têm cerca de cinco milhões, para você ter uma ideia. Além disso, o centro olfativo do cérebro do cão é altamente desenvolvido e a cavidade nasal é bastante enaltecida. Uma grande parte de seu cérebro é dedicada à interpretação do olfato. É melhor do que qualquer sensor que o homem já tenha criado. Portanto, não é surpreendente que, neste tempo de pandemia, tenham sido iniciados estudos para determinar se cachorro pode detectar coronavírus.

Cachorro pode detectar o coronavírus? - O olfato dos cachorros

Como os cachorros detectam doenças

Os cachorros têm um olfato tão apurado que podem detectar até mesmo doenças nas pessoas. Claro que, para isso, é necessário um treinamento prévio, além dos avanços atuais na medicina. A capacidade de olfato dos cães mostrou-se eficaz na detecção de patologias como câncer de próstata, de intestino, de ovário, colorretal, de pulmão ou de mama, além de diabetes, malária, doença de Parkinson e epilepsia.

Os cães podem sentir o cheiro dos compostos orgânicos voláteis específicos ou VOC's que são produzidos em certas doenças. Em outras palavras, cada doença tem sua própria "pegada" característica que o cão é capaz de identificar. E ele pode fazê-lo nos estágios iniciais da doença, mesmo antes dos exames médicos poderem diagnosticá-la, e com quase 100% de eficácia. No caso da glicose, os cachorros são capazes de alertar até 20 minutos antes que seu nível sanguíneo suba ou caia.

A detecção precoce é fundamental para melhorar o prognóstico de doenças como o câncer. Da mesma forma, antecipar-se a um possível aumento da glicose no caso de diabéticos ou em crises epiléticas é um benefício muito importante que pode proporcionar uma enorme melhoria na qualidade de vida das pessoas afetadas, que podem ser ajudadas pelos nossos amigos peludos. Além disso, essa habilidade canina ajuda cientistas a identificar biomarcadores que poderão ser desenvolvidos posteriormente para facilitar diagnósticos.

Basicamente, os cachorros são ensinados a procurar o componente químico característico da doença que se pretende detectar. Para isso, são oferecidas amostras de fezes, urina, sangue, saliva ou tecido, para que esses animais aprendam a reconhecer os cheiros que mais tarde terão de identificar diretamente na pessoa doente. Se ele reconhecer determinado odor, ele se sentará ou ficará em frente à amostra para relatar que está sentindo o cheiro específico. Quando trabalham com pessoas, os cães podem alertá-las tocando-as com a pata. O treinamento para esse tipo de atuação dura vários meses e é, naturalmente, realizado por profissionais. A partir de todo esse conhecimento sobre as habilidades caninas com evidências científicas, não nos surpreende que na situação atual os cientistas tenham se perguntado se cachorro pode detectar o coronavírus e tenham iniciado uma série de pesquisas sobre este tema.

Cachorro pode detectar o coronavírus? - Como os cachorros detectam doenças

Cachorro pode detectar o coronavírus?

Sim, um cachorro pode detectar o coronavírus. E segundo pesquisas realizadas pela Universidade de Helsinque, na Finlândia[1], os cães são capazes de identificar o vírus em humanos até cinco dias antes do aparecimento de quaisquer sintomas e com grande eficácia.

Foi na Finlândia, inclusive, que o governo iniciou um projeto piloto[2] com cães farejadores no aeroporto de Helsinque-Vanda para farejar passageiros e identificar a Covid-19. Diversos outros países também estão treinando cachorros para detectar o coronavírus, como a Alemanha, Estados Unidos, Chile, Emirados Árabes Unidos, Argentina, Líbano, México e Colômbia.

O objetivo dessas iniciativas é utilizar os cães farejadores em locais de entrada nos países, como aeroportos, terminais rodoviários ou estações de trem, para facilitar a circulação de pessoas sem que seja necessário impor restrições ou confinamento.

Como os cachorros identificam o coronavírus

Como comentamos anteriormente, a habilidade que os cachorros possuem de identificar variações dos compostos orgânicos voláteis nos humanos é a chave para a detecção do coronavírus. Isso não quer dizer que o vírus tenha algum cheiro, mas sim que os cachorros conseguem sentir as reações metabólicas e orgânicas de uma pessoa quando estão infectadas pelo vírus. Essas reações produzem os compostos orgânicos voláteis que, por sua vez, estão concentrados no suor. Leia este outro artigo do PeritoAnimal para saber se os cachorros sentem cheiro de medo.

Há diferentes métodos para treinar um cachorro para detectar o coronavírus. A primeira coisa é aprender a reconhecer o vírus. Para isso, eles podem receber amostras de urina, saliva ou suor de pessoas infectadas, juntamente com um objeto ao qual estão habituados ou alimentos. Em seguida, esse objeto ou alimento é retirado e se colocam outras amostras que não contenham o vírus. Se o cachorro reconhece a amostra positiva, ele é recompensado. Este processo é repetido uma série de vezes, até que o cachorro se habitue com a identificação.

É bom deixar claro que não há risco de contaminação para os peludos, pois as amostras contaminadas são protegidas por um material para impedir o contato com o animal.

Agora que você já sabe que um cachorro pode detectar o coronavírus, talvez possa te interessar saber sobre a Covid-19 em gatos. Assista ao vídeo:

Se deseja ler mais artigos parecidos a Cachorro pode detectar o coronavírus?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Referências
  1. BBC NEWS. Síntomas de covid-19: el mecanismo por el que los perros pueden detectarlos 5 días antes de que empiecen. Disponível em: <https://www.bbc.com/mundo/noticias-54510052>. Acesso em 14 de outubro de 2020.
  2. AGÊNCIA BRASIL. Cães são usados para detectar coronavírus em aeroporto na Finlândia. Disponível em: <https://agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2020-09/caes-sao-usados-para-detectar-coronavirus-em-aeroporto-na-finlandia>. Acesso em 14 de outubro de 2020.
Bibliografia
  • Carlson y Giffin. 2002. Manual práctico de veterinaria canina. Madrid. Editorial el Drac.
  • Fogle, Bruce. 1995. The Encyclopedia of the Dog. London. Dorling Kindersley.
  • Morris, Desmond. 1988. Observe a su perro. Barcelona. Plaza Janés.
  • Portal Veterinaria. 2020. Perros entrenados para detectar el coronavirus.
  • EL PAÍS. A missão destes cães é farejar o coronavírus. Disponível em: <https://brasil.elpais.com/ciencia/2020-05-30/a-missao-destes-caes-e-farejar-o-coronavirus.html>. Acesso em 14 de outubro de 2020.

Escrever comentário sobre Cachorro pode detectar o coronavírus?

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?

Cachorro pode detectar o coronavírus?
1 de 3
Cachorro pode detectar o coronavírus?

Voltar ao topo da página