Bordetella em gatos - Sintomas e tratamento

Bordetella em gatos - Sintomas e tratamento

Os gatos são susceptíveis a numerosas doenças e todas elas merecem uma adequada atenção, embora algumas se manifestem unicamente de forma leve. Este é o caso da brodetella, cujo quadro clínico não implica uma grande gravidade mas caso não seja tratada pode complicar-se e resultar na morte do nosso animal.

Além disso, neste caso, nos referimos a uma doença que é infecciosa e portanto, caso não seja tratada, pode contagiar-se facilmente a outros felinos, a outros cachorros se o seu gato convive com eles e inclusivamente a seres humanos, isto porque se trata de uma zoonose. Neste artigo do PeritoAnimal falamos da bordetella em gatos e mostramos quais são os seus sintomas e o seu tratamento.

O que é a bordetella?

O nome desta doença faz referência à bactéria que é responsável pela mesma, chamada Bordetella bronchiseptica, a qual coloniza as vias respiratórias superiores do felino causando um sintomatologia muito diversa. Como já foi mencionado, também é possível falar da bordetella em cachorros, inclusivamente em seres humanos, embora os dados estatísticos mostrem que poucas vezes esta bactéria afetou o ser humano.

Todos os gatos podem sofrer bordetella embora seja muito mais comum naqueles gatos que convivem com outros felinos domésticos em condições de superlotação, por exemplo, em um refúgio de animais. O organismo do gato encarrega-se de eliminar esta bactéria através das secreções orais e nasais e é através destas mesmas secreções que outro gato pode ser contagiado.

Quais são os sintomas da bordetella em gatos?

Esta bactéria afeta o trato respiratório e consequentemente todos os sintomas que se podem manifestar estão relacionados com este aparelho. O quadro clínico pode variar de um gato para outro, embora a bordetella costume causar os seguintes problemas:

  • Espirros
  • Tosse
  • Febre
  • Secreção ocular
  • Dificuldade respiratória

Naqueles casos onde existem complicações, como por exemplo nos gatinhos com menos de 10 semanas, a bordetella pode causar pneumonia grave e inclusivamente a morte. Se detectar qualquer destes sintomas no seu gato deve recorrer de forma urgente ao veterinário.

Diagnóstico da bordetella em gatos

Depois de se ter feito uma exploração física do gato, o veterinário poderá usar diversas técnicas para confirmar a presença da bordetella. Geralmente estas técnicas de diagnóstico consistem em extrair amostras de tecido infectado para posteriormente comprovar que é essa determinada bactéria a que está originando a doença.

Tratamento da bordetella em gatos

O tratamento também pode variar dependendo de cada gato, embora geralmente se utilize sempre o tratamento antibiótico, e naqueles gatos mais afetados, pode ser necessária a hospitalização com cuidados intensivos e a administração intravenosa de fluídos para combater a desidratação.

Lembre-se que deve sempre dedicar tempo e observação ao seu pet, uma vez que ao aperceber-se destes sintomas a rapidez de atuação é muito importante. Quanto mais a doença avence, pior pode ser o prognóstico da mesma.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Bordetella em gatos - Sintomas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças bacterianas.