Partilhar

Asma em gatos - Sintomas e tratamento

Por Nelson Ferreira, Redator do Perito Animal. 29 março 2017
Asma em gatos - Sintomas e tratamento

Ver fichas de  Gatos

Os gatos são susceptíveis a sofrer várias doenças, embora também seja verdade que os felinos são resistentes e possuem um caráter independente, no entanto, em numerosas ocasiões necessitam de uma atenção especial.

Algumas patologias que podem afetar os gatos também se observam comumente nos humanos e é importante conhecê-las para percebermos quando algo não está bem no organismo do nosso pet.

Neste artigo do PeritoAnimal falamos sobre os sintomas e tratamento da asma em gatos.

Também lhe pode interessar: Cachorro com asma - Sintomas e tratamento

A asma em gatos

Estima-se que 1% dos gatos sofra problemas respiratórios severos, entre eles a asma, que se caracteriza por uma opressão dos brônquios, que são os condutos respiratórios responsáveis por levar o ar desde a traqueia até aos pulmões.

A opressão dos brônquios causa dificuldade respiratória, a qual pode ter diversos graus de gravidade até comprometer a respiração do animal.

A asma nos gatos conhece-se também como bronquite alérgica, uma vez que é o sistema imunológico do felino o que reage de forma exagerada perante um alérgeno.

Podemos dizer que a asma é um exemplos da alergia em gatos que afeta o sistema respiratório, porque a reação ao alérgeno manifesta-se inflamando o tecido que recobre os brônquios e ao estreitar as vias aéreas, produz-se dificuldade respiratória ou dispneia.

Esta reação alérgica que afeta o sistema respiratório do gato pode ter diversas causas:

  • Contaminação ambiental do ambiente
  • Exposição ao fumo do tabaco
  • Areia felina
  • Mofo e ácaros
  • Fumo da lenha
  • Produtos de limpeza, sprays e aromatizadores de ambiente
Asma em gatos - Sintomas e tratamento - A asma em gatos

Sintomas de asma em gatos

Um gato afetado por asma ou bronquite alérgica apresentará os seguintes sintomas:

  • Dificuldade respiratória
  • Respiração rápida
  • Respiração ruidosa
  • Tosse persistente
  • Pieira ao exalar ar

Se observarmos algum destes sintomas no nosso gato é fundamental ir ao veterinário o quanto antes, uma vez que se a asma não for tratada, os sintomas tendem a agravar-se.

Diagnóstico e tratamento da asma em gatos

Para diagnosticar a asma felina o veterinário irá basear-se principalmente nos sinais clínicos ou sintomas, no entanto, também deverá realizar uma análise de sangue e de fezes para descartar que estes sintomas provenham de outra doença.

Finalmente realizará uma radiografia de tórax, apesar de no gato asmático esta poder ser normal, geralmente observam-se os brônquios mais visíveis devido à alteração patológica dos mesmos.

O tratamento da asma em gatos pode variar dependendo de cada caso e da gravidade, no entanto, costumam usar-se os seguintes fármacos, quer seja de forma única ou combinada:

  • Corticoides: A cortisona é um potente anti-inflamatório que se usa para reduzir de forma rápida a inflamação produzida nos brônquios e facilitar a entrada e saída de ar dos pulmões. Trata-se de um fármaco que pode originar múltiplos efeitos colaterais.
  • Broncodilatadores: Os broncodilatadores são fármacos que atuam sobre os brônquios e permitem a dilatação dos mesmos facilitando a respiração.

Este tipo de tratamento pode ser feito em casa e é importante que o proprietário se comprometa a administrá-lo adequadamente. Serão necessárias visitas periódicas ao veterinário para avaliar a resposta do gato aos diferentes fármacos.

Asma em gatos - Sintomas e tratamento - Diagnóstico e tratamento da asma em gatos

Medidas higiênico-dietéticas para o tratamento da asma em gatos

Além de seguir o tratamento farmacológico prescrito pelo veterinário, recomendamos que siga os conselhos que lhe mostramos em seguida, deste modo poderá melhorar a qualidade de vida do seu gato:

  • Utilize uma areia felina de boa qualidade, que não desprenda pó facilmente.
  • Se o seu gato além da asma, tem mais de 8 anos preste atenção aos cuidados de um gato idoso para lhe proporcionar uma boa qualidade de vida.
  • Seja muito cuidadoso com os produtos de limpeza que usa. Informe-se sobre produtos ecológicos.
  • Ajude o gato a refrescar-se no verão para que possa respirar com facilidade.
  • Não dê produtos láteos ao seu gato, estes contêm muitos antígenos que interagem com o sistema imunológico e podem agravar a reação alérgica.
  • Utilize um tratamento complementar natural que ajuda a reforçar as defesas do seu gato. A homeopatia para gatos é uma excelente opção.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Asma em gatos - Sintomas e tratamento, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Doenças respiratórias.

Escrever comentário sobre Asma em gatos - Sintomas e tratamento

Adicione uma imagen
Clique para adicionar uma foto relacionada com o comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
Neli Santos
Minha gata está com falta de ar,nao come e nem toma agua
Mariana Castanheira (Editor/a de PeritoAnimal)
Oi Neli! Consulte urgentemente o médico veterinário que possa diagnosticar corretamente e iniciar um tratamento o quanto antes.

Asma em gatos - Sintomas e tratamento
1 de 3
Asma em gatos - Sintomas e tratamento

Voltar ao topo da página