Animais vivíparos - Exemplos e características

Animais vivíparos - Exemplos e características

A viviparidade é uma forma de reprodução que se encontra na maioria das criaturas mamíferas, além de alguns répteis, peixes e anfíbios. Os animais vivíparos dão à luz os juvenis que foram alimentados e desenvolvidos em contato direto com os corpos das suas mães. Inclusivamente os seres humanos são animais vivíparos.

Depois de uma fêmea acasalar ou ter uma união sexual com o macho da mesma espécie, poder-se-á originar um novo ser, que no final de um processo de gestação, herdará as características dos seus progenitores.

Continue lendo este artigo do Perito Animal onde lhe mostramos os animais vivíparos com vários exemplos e características.

Características principais

1- Os animais vivíparos diferenciam-se dos animais ovíparos que põem ovos "externos", tais como a maioria das aves e dos répteis. Os animais vivíparos têm um sistema de gestação mais evoluído e desenvolvido que os ovíparos, chamado viviparismo placentário, ou seja, aqueles animais cujo feto se forma dentro de uma bolsa "placenta" no interior da mãe até que este esteja suficientemente maduro, grande e forte para nascer e sobreviver por si mesmo fora do corpo.

2- Outra característica importante é que os ovos de animais vivíparos carecem de uma cobertura exterior dura ou de concha como o ovo de galinha ou outros animais vivíparos. Em muito casos, os fetos em desenvolvimento de animais vivíparos estão conectados a uma placenta no corpo da mãe, sendo esta uma espécie de ovo. A placenta é um órgão membranoso que contém um rico e poderoso fornecimento de sangue que envolve o útero das fêmeas prenhas. O feto alimenta-se através de uma linha de fornecimento chamado cordão umbilical. O tempo entre a fertilização e o nascimento dos vivíparos chama-se o período de gestação ou gravidez e varia dependendo de cada espécie.

3- Dos aspetos mais importantes entre os mamíferos como animais vivíparos é a importante transição que as fêmeas sofrem depois de um óvulo ser fecundado, onde começam então o período de gestação ou gravidez. Nesta etapa, o útero aumenta de tamanho em proporção ao crescimento do zigoto, e a fêmea começa a experimentar uma série de mudanças tanto internas como externas em perfeita preparação natural para todo este processo.

4- A grande maioria dos animais vivíparos são quadrupedes, isto quer dizer que precisam de quatro patas para se manterem em pé, caminhar e deslocar.

5- A maioria das mães mamíferos têm um forte e estreito instinto maternal para alimentar e proteger a sua cria até que esta se possa sobreviver sozinha. A fêmea saberá exatamente quando acontecerá esse momento.

6- No mundo animal também existe outra forma de viviparismo, sendo esta a menos comum. Estamos falando dos marsupiais, como é o caso do canguru. Os marsupiais são criaturas que dão à luz as suas crias em um estado imaturo e posteriormente acolhem as crias nas bolsas que têm no seu abdômen onde as amamentam. As crias permanecem neste lugar até se formarem completamente e não precisarem de mais leite da sua mãe para sobreviverem.

Exemplos de animais vivíparos

- Mamíferos vivíparos:

Quase todos os animais mamíferos são vivíparos, só existem excepções de mamíferos ovíparos, chamados monotremados cujos representantes são o equidna e o ornitorrinco. Neste grupo também devemos incluir as espécies marinhas como os golfinhos, as baleias e os narvais, assim como a única espécie de mamífero voador: o morcego. Especial entre todos os animais do mundo.

Os vivíparos mais comuns são a maioria de animais domésticos: o cão, o gato e o coelho. Os considerados animais de fazenda: cavalos, vacas, porcos. E entre os animais selvagens vivíparos temos a girafa, leões, chimpanzés e elefantes.

- Peixes vivíparos:

Até agora não se descobriram muitas espécies de peixes vivíparos, mas para nossa surpresa, existem alguns como os guppies e as molinésias.

- Anfíbios vivíparos:

Também não existem muitos anfíbios vivíparos, no entanto, temos um par de excepções como os tritões e as salamandras.

- Répteis vivíparos:

Embora a maioria dos répteis sejam ovíparos, neste grupo de vivíparos, apenas existem determinadas espécies de lagartixas e de serpentes (jiboias, serpentes marinhas, cascavéis, entre outras).

Se deseja ler mais artigos parecidos a Animais vivíparos - Exemplos e características, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.