5 erros comuns ao repreender um cachorro

5 erros comuns ao repreender um cachorro

O adestramento não só implica o cachorro, nós devemos aprender a comunicar com o nosso pet para que entenda o que esperamos dele a todo o momento e como deve proceder.

Por vezes, especialmente depois da bagunça e mau comportamento, muitos donos costumam exceder-se ou levar a cabo uma conduta inapropriada. No PeritoAnimal explicamos-lhe quais são estes erros tão comuns e como deve atuar.

Continue lendo e descubra 5 erros comuns ao repreender um cachorro e tente evitá-los e mudá-los por outras práticas mais adequadas.

1. Repreender o cachorro fora de tempo

Provavelmente já o ouviu mil vezes, mas repreender o seu cachorro quando não está fazendo nada errado é totalmente contraproducente. O animal não entende porque o repreende e isso gera desconfiança e incerteza.

Utilize um simples "Não" quando o cachorro urinar em um lugar que não deve ou faça algo que não goste e tente educá-lo para modificar os hábitos negativos. Praticar obediência ou identificar as causas do mau comportamento do seu cachorro deve ser uma prioridade, nunca deve servir para o repreender.

2. Exceder-se

Exceder-se na brinca é sempre mau, seja qual for a "patifaria" cometida pelo cachorro. Nunca pode estar mais de 1 minutos repreendendo ou utilizando métodos inapropriados como a agressividade, as coleiras elétricas ou de asfixia. Fechá-lo ou agir de forma imprevisível ou agressiva são práticas que jamais deve utilizar.

Se observar que o seu cachorro olha para outro lado, se lambe sem parar, fecha um pouco os olhos ou mostra os dentes com cara de tristeza, isso são sinais alarmantes de um excesso de bronca. Pare imediatamente. Um exemplo muito famoso de "excesso de bronca" é o popular vídeo do cachorro arrependido, no qual poderá identificar sinais que nos indicam que o cachorro está sofrendo e não deve ser repreendido por mais tempo.

Se tem problemas graves para educar o seu cachorro, respire, existem profissionais que podem ajudar (e muito!) a resolver os problemas de comportamento que o seu animal possa estar sofrendo. Consulte um etólogo ou educador canino.

3. Aproximá-lo das urinas ou fezes

Talvez o seu cachorro ainda urine em casa quando você sai ou não possa aguentar mais. Sabemos que é um comportamento desagradável mas em nenhum caso pode aproximar o cachorro das suas deposições, sabe por quê?

No nosso artigo sobre porque o meu cachorro come fezes realçamos uma causa muito comum que muito proprietários não sabem. Ao aproximarem o cachorros das suas fezes ou urina de forma violenta ou desagradável o cachorro compreende que isso não lhe agrade e come-as para evitar um bronca da sua parte. Chegar a este extremo é muito triste para o pobre animal que pode chegar a sofrer problemas intestinais.

Passeio o cachorro com mais regularidade e não se esqueça de o felicitar quando o fizer fora de casa para que, pouco a pouco, modifique os seus hábitos de forma positiva e sem mal-estar.

4. Não o deixar latir ou rosnar

Os cães comunicam o seu mal-estar através dos latidos e rosnando a outros cachorros ou pessoas. Nos diferentes contextos, quando o cachorro rosna, pode significar "me deixe em paz, nem chegue perto" ou "pare e deixe de fazer isso, não gosto". Ao repreender estamos dizendo que não deve rosnar e isso pode levar a um ataque, quer seja a um animal ou a uma pessoa.

É muito importante que se observar este comportamento no seu cachorro recorra a um profissional qualificado, visto que é um sinal de alarme evidente que deve ser solucionado o quando antes.

5. Ser incoerente

Se existe algo que pode ser pior que tudo o que foi comentado anteriormente, é ser incoerente com a educação e permissividade do seu cachorro. Por exemplo, não pode dar bronca por fazer algo que normalmente é permitido. Oc cachorros necessitam de uma estabilidade, um sentimento de segurança e conforto durante o tempo todo.

Se permite que o seu cachorro suba para o sofá, mas certo o trata mal por isso, o pobre animal irá se sentir confundido e fará com que aumente o seu estresse ao se sentir desorientado. Pode ser que lhe pareça pouca coisa, mas a verdade é que para o seu cachorro, você é o seu mundo. Não lhe faça algo que o possa fazer sentir-se mal.

Se precisa de ajuda recorra a um profissional, tal como o faria com um filho.

Se deseja ler mais artigos parecidos a 5 erros comuns ao repreender um cachorro, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Educação básica.